A internet é uma boa forma de passar o tempo mas não é a única forma de passar a vida

29.11.05

Animais de estimação!...






  Conhecem o meu Bobby? É um cão moderno, gosta de andar na moda e desde que viu a Romana na TV no "Big Brother dos famosos" não parou de latir enquanto não lhe pusesse todos aqueles "piercings". Não perdeu um único episódio... aquilo é que era paixão! Ainda bem que ela saiu pouco tempo depois senão teria que colocar mais alguns, nuns sítios que nem sei se vos conte se vos diga.

  Só tem um mau vício... fuma!!! E eu que estou farto de o avisar dos riscos que corre mas ele não quer saber. Até mandou-me comprar aquelas carteiritas para esconder o slogan «O tabaco mata»! Enfim... manias de cão!

  E nem imaginam o quanto é traumatizado!!! Fã nº 1 da Romana, quando dizem que ela casa/descasa o pobre bicho fica passado da cabeça! Pensa sempre que chegou a vez dele. Já não tem cura.

  Se o levar ao psicólogo canino tenho a impressão que quando o Bobby sair de lá, o psicólogo tem argolas em tudo que é sítio!

.......................//.......................


  Nada tenho contra o facto de as pessoas terem animais de estimação. É salutar quando existem crianças ou para fazerem companhia a pessoas solitárias. Sou é contra o facto de fazerem dele mais um elemento de família tratando o animal, que foi concebido para estar no chão, como um ser humano, andar com ele ao colo e pior disso tudo é “beijar” esse animal como se de um filho tratasse. É aberrante, é contranatura, e já não basta as passagens de moda com canídeos a tentarem retirar de cima das costas algo que não faz parte da sua condição de animal e os puxões na coleira que o dono(a) faz para que ele se porte bem na “passarelle” para satisfazer o ego de quem faz de um animal o poço das suas vaidades, para ainda ver-mos os cãezinhos tratados que nem um ser humano.

  As doenças transmitidas pelos animais podem trazer graves problemas à saúde do Homem, como a Toxocarose, que são parasitas intestinais (como as lombrigas no homem), e pode provocar problemas respiratórios, aumento do fígado e alterações oculares que podem levar, em casos extremos, à cegueira, a Toxoplasmose, que pode provocar nas mulheres grávidas abortos e malformações no feto, a Equinococose-hidatidose que provoca quistos e pode ser fatal, a Dermatofitose a famosa “tinha” que tantos problemas cutâneos provoca, etc..

  O facto de escrever sobre esta matéria é porque vi umas imagens de uma criança com a Equinococose, doença que pode ser transmissível pela saliva do cão, que me fizeram reflectir pelo facto de as pessoas fazerem de um animal, que faz a sua limpeza corporal com a língua entre ela a limpeza da zona anal que contém ovos microscópicos das fezes, um ser humano e que numa simples lambidela ou num beijo pode o Homem provocar a sua própria morte.

  Se quando os nossos filhos são pequenos não gostamos que sejam o centro beijoqueiro de toda a gente que o tenta fazer, e não vale a pena escamotear essa nossa faceta, porque não tratar os animais com amizade, com carinho mas nunca esquecendo que ele não passa afinal de um animal e quando for dar um beijo no seu cão… pense duas vezes!


2 comentários:

Anónimo disse...

toxocarose??? puxa!!! quanta asneira escrita!!! tens mesmo noção do que se trata? toxocara! É um parasita sim... mas não são lombrigas!!! nem tão pouco se vê!!!

Anónimo disse...

O facto de haver uma serie de parasitas transmissiveis animal-hu, não quer dizer que tenhamos de acabar com os animais domésticos... ou que seja contra. O mesmo pode ocorrer com animais de produção. Claro, concordo, animal tem de ter lugar proprio...