A internet é uma boa forma de passar o tempo mas não é a única forma de passar a vida

25.10.05

Eram pior que inimigos….

 Há palavras que, sem querer, se colam a nós para toda a vida. Mais cedo ou mais tarde elas assomem à nossa consciência como uma lapa agarrada a um rochedo e, por mais que o queiramos, não nos livramos dela. Pode ser uma quadra, um verso ou uma simples citação.

Eram pior que inimigos eram irmãos.


 Esta frase, creio de Pitigrilli, ocorre-me quando verifico o quanto de veracidade existe nela, quando se sente o ódio que passa a existir entre irmãos por causa de uma partilha, por dá aquele rei furado, por causa de um nada que pelos vistos para alguns é tudo. Os bens terrenos ninguém os leva, mas o amor de um irmão esse é perene.

Eram pior que inimigos eram irmãos.


 Num texto que li, uma mãe dizia para os seus filhos: - «Quando vocês eram solteiros todos se davam bem, agora casados dão-se todos mal».

 Uma mulher, ou um homem, pode ocupar parte do nosso coração mas não substitui aquilo que é de mais sagrado, a voz do sangue. O sangue que corre nas veias daqueles que durante anos foram os nossos companheiros de brincadeiras, o ombro amigo, aquele que na hora que mais necessitávamos disse: - «Estou aqui meu irmão, conta comigo».

 Um dia um meu irmão disse-me: - «Os meus amigos são os meus irmãos». Muitos anos são passados e essa frase ficou dentro de mim e é isso sempre que espero para que a frase «Eram pior que inimigos eram irmãos» nunca seja uma realidade.

 Sabemos que não há pior inimigo que o ódio de um irmão e se sabemos isso vamos tomar como exemplo o que vamos de seguida ler e ouvir. Não eram irmãos e se por razões políticas estavam desavindos, na hora, quando um necessitou o outro disse presente, sem nunca ter dado a cara, e tudo fez para que uma voz como aquela não se perdesse.

 Que mais lições nos poderá dar a vida para que agora, neste momento, alguém pegue no telefone, ligue para o irmão desavindo e diga: «Obrigado meu irmão por existires!»


(Ligue o som e clique nas imagens)

Sem comentários: