A internet é uma boa forma de passar o tempo mas não é a única forma de passar a vida

8.9.09

Vida depois da morte



«Quando nem mesmo a vida se compreende, como poderia entender-se a morte?»

Confúcio


No Velho Testamento há duas referências que se referem inequivocamente à vida depois da morte:

«Os teus mortos viverão, os teus mortos ressuscitarão. Despertai e exultai, os que habitais no pó [...] e a terra lançará de si os mortos.» (Isaías; 26, 19.)

«E muitos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, outros para a vergonha e o desprezo eternos.» (Daniel; 12, 2.)


Os relatos dos que estiveram na antemorte, referem o encontro com uma luz muito brilhante. Sem forma física, simplesmente uma luz muito brilhante. Os cristãos, por crença, identificaram a luz com Cristo «Eu sou a Luz do mundo».
Um homem e uma mulher judia identificaram a luz como um «anjo».
Um homem que não tinha qualquer crença ou educação religiosa referiu simplesmente como um «ser de luz».


Se a morte é apenas um sono sem sonhos, deve ser igualmente maravilhoso. Se dissermos a alguém que pense numa noite em que tenha dormido tão profundamente que não tenha tido sequer um sonho, que a compare com todas as outras noites da sua existência e que, depois de ter reflectido, diga quantos dias e noites passou melhor que aquela noite, acho que... (qualquer pessoa) contaria facilmente esses dias. Se a morte é assim, chama-lhe um bem, já que, se a encararmos como acabei de expor e devido à unidade do tempo, só poderemos considerá-la como uma única noite. (Platão – A Apologia)

Podemos considerar este pensamento como uma analogia eufemística ou seja compara a morte e o sono. Morrer é como adormecer.

Estamos perante duas respostas diferentes perante a natureza da morte. Uns dizem que a morte é a passagem da alma – mente, psique, eu, ser, consciência, espírito – para outra dimensão do real; outros defendem que a morte é a aniquilação da consciência.

Todos os que passaram por esta experiência, nunca se referiram ao Céu ou ao Inferno. Mencionaram o ser de luz, onde a entidade referenciada está de acordo com a formação religiosa de cada um.


Seis tipos de religião, seus profetas ou mentores e os seus livros sagrados:

Judaísmo ------- Abraão ---------- Tora
Cristianismo --- Jesus Cristo --- Bíblia
Islamismo ------- Maomé ---------- Alcorão
Budismo--------- Buda ------------- Cânones de Pali e de Sanskrit
Tauismo---------- Lao-Tse -------- Livro de Lei E Universo e sua Virtude
Lamaísmo ------ Dalai-Lama ----- Sadhana (não é um livro, é meditação)

Obra Consultada: Vida Depois da Vida - Raymond A. Moody JR.

2 comentários:

Laura disse...

Bem, eu de religião, tenho-me como católica, não praticante, e assim, só vou à Igreja quando há alguma festa, casamento, por aí fora, mas, crer, creio na imortalidade da alma, creio que receberemos o que demos, e o mal que fizemos também será levado em conta...mas, sim, acredito que há vida depois desta vida e que somos já. espiritos vlehos, que regressamos cá, vezes sem conta, até nos tornarmos melhores pessoas...melhores seres, mas, isso vai demorar.
creio que cada um vai para o lugar para onde tem de ir, aqui não há cunhas, favores, ali é pelo merecimento e nada mais.
Abraço da garota..

Bitu disse...

Cheguei....depois de muito tempo e deparo-me logo com um tema que não gosto de discutir.....é polémico mas considero-me católica embora não praticante, no entanto, certas atitudes da Igreja deixam-me incrédula...
Beijocas grandes