A internet é uma boa forma de passar o tempo mas não é a única forma de passar a vida

11.3.07

O Papa Malandreco!...


  Na “Santa Inquisição” 8 MILHÕES de MULHERES foram torturadas, mortas e queimadas. Se calhar tiveram o azar de terem em casa um gato preto (O gato preto símbolo de um misticismo marginalizado acabou por ficar associado às práticas supersticiosas que foram condenadas pela Religião instituída dando origem a muitas lendas e crendices que até hoje persistem).

  No concílio de Clermont (1095) o Papa Urbano II convoca a primeira cruzada para a libertação da Terra Santa.

  No ano seguinte iniciam-se as cruzadas. O seu lema era "Quem matar um Judeu, obterá perdão pelos seus pecados" (Kampmann, 1979:16), esquecendo que Jesus Cristo havia nascido judeu.

  Mas teriam sido sempre assim os Papas?... Não teriam também provado o doce sabor dos corpos suaves femininos nas alcovas entre lençóis de cetim e carmesim? Afinal a carne é fraca e o facto de ser Papa não invalida o facto de se ser homem acima de tudo.

  Não compreendo a razão de a Igreja Católica Apostólica Romana impedir que os seus sacerdotes se casem, com o exemplo que este Papa deu!… Ah, mas já o provérbio diz:

«Olha para o que eu digo, não olhes para o que eu faço».


Então vamos saber um pouco deste Papa que de parvo não tinha nada!

Alexandre VI, Papa (1431 -1503)



  Há documentados escândalos na vida de Alexandre VI, tanto como papa quanto no tempo em que era apenas Rodrigo Lanzoly Bórgia, um cardeal espanhol. Antes de ascender ao papado, ele teve pelo menos quatro filhos, dois dos quais de inglória fama: César Bórgia e Lucrécia, ambos nascidos de sua amante Vanozza del Catanei.

  Vanozza, espanhola de nascimento, tinha sido uma fiel companheira de Alexandre VI desde o tempo em que ele era apenas um advogado em Valencia. Ele a levou para Roma quando, por influência do tio, o Papa Calixto III, foi assumir o cargo de notário do Vaticano. Desse primeiro degrau ele passaria ao de cardeal e depois chegaria a papa. Então, para remediar as aparências, Alexandre VI casou Vanozza sucessivamente com três outros homens. A grande paixão da vida de Alexandre VI, porém, parece ter sido Giulia Farnese, que ele conheceu como esposa de um membro da família Orsini; ele tinha então 57 anos e ela 17. Pouco depois Giulia deixava o marido para instalar-se em luxuosas dependências privativas do Papa (Vanozza, já então a caminho dos 50 anos, havia saído discretamente de cena, para passar a velhice em confortável aposentadoria).

  A ligação de Alexandre VI com Giulia durou até a morte dele, aos 72 anos. Ele deu a ela três filhos e a oportunidade de ter a sua beleza perpetuada em obras de arte de dois mestres renascentistas: a fisionomia de Guilia pode ser apreciada numa Madonna pintada por Bernardino Pintoricchio e suas formas estão na escultura de mármore que encima do túmulo do Papa Paulo III (irmão dela). Originalmente, a estátua retratava Giulia em plena nudez, mas acréscimos posteriores lhe deram pudica compostura.



  E, assim, o rosto de uma mulher que abandonou o marido para se juntar a um Papa ficou gravado para a posteridade como o rosto da Virgem Maria!


7.3.07

Para ti Mulher!...




Pensamentos

  No fundo de cada alma há tesouros escondidos que somente o amor permite descobrir!

 As mais lindas frases de amor são ditas no silêncio de um olhar.

 Nunca faça florescer um sorriso dizendo amo-te, para mais tarde fazer rolar uma lágrima dizendo esquece-me!

 Se dois lábios não se podem beijar, dois olhos beijam-se numa troca de olhar.

 Para fugir dos espinhos deste mundo enganador, eu penso nos teus carinhos e sonho com o teu amor.

 Nunca digas que esqueceste um amor diz apenas que consegues falar nele sem chorar, pois o amor é... inesquecível!

 Se eu tivesse que escolher entre ti e um sorriso, ficaria contigo, pois sem ti jamais conseguiria sorrir!

 Tudo o que sabemos do amor, é que o amor é tudo o que existe! Nunca lamentes uma ilusão perdida, pois não haveria fruto se a flor não caísse.

 O mar falou-me da sua grandeza, dos impérios que o fomentam, das cidades que o habitam, das forças que o agitam. Eu falei-lhe de ti e ele sentiu-se pequeno!

 Simplicidade é ter o céu e só querer uma estrela. Simplicidade é ter o mar e só querer uma gota. Simplicidade é ter o mundo e só te querer a ti.

 Num deserto sem água, numa noite sem lua, numa terra nua, por maior que seja o desespero, nenhuma ausência é mais profunda que a tua!

 Homem, se a palavra que lhe vais dizer não é mais bela do que o silêncio, não a digas.

 Para lhe provar o seu amor, ele trepou às mais altas montanhas, mergulhou nos mares mais profundos e atravessou os desertos mais áridos. Apesar disso, ela foi-se embora: ele nunca estava em casa.