A internet é uma boa forma de passar o tempo mas não é a única forma de passar a vida

12.10.09

Andorinha Preta



Uma das músicas por mim trauteadas desde miúdo era: «Eu tinha uma andorinha que me fugiu da gaiola»... Sabia que era cantada por Nat King Cole e por um conjunto brasileiro mas não sabia qual.

Um dia destes veio-me de novo à lembrança esta música e de novo lá estava eu com a andorinha que me fugiu da gaiola. Então não descansei enquanto não conseguisse essa música e qual o conjunto brasileiro que o acompanhava.

Pois bem, quem porfia sempre alcança e lá consegui tanto a música como a letra e o que o conjunto era um Trio, o Trio Irakitan.

Nat tudo fez para cantar a «Andorinha Preta» em português com a pronúncia correcta mas como não o conseguiu, o Trio cantava a andorinha em português e o Nat em versão inglesa.

Nat King Cole fumava três maços de cigarro por dia. Pensava ele que era o cigarro que lhe dava aquela voz aveludada. Morre aos 46 anos com cancro, mas enquanto houver andorinhas haverá a voz imortal de Nat cantando:

Fly my Brazilian love bird
Fly to the one I love
Please won't you tell her that I'm the one who cares
Please bring to me her answer


Agora eu:

Eu tinha uma andorinha que me fugiu da gaiola
Eu tinha uma andorinha que me fugiu da gaiola...


6 comentários:

Anabela disse...

Que ternura :)

Fica aqui esta para si como agradecimento à "Andorinha preta" que eu não conhecia e que gostei de ouvir

Obrigada

Laura disse...

Bom, eu nem sabia que se punham andorinhas na gaiola, nunca vi tal... Mas se a canção o diz. Soa muito bem, nem sabia que ele tinha morrido tão novo e que fumava assim.
Um beijinho da garota

Jorge P.G disse...

O grande e mavioso Nat King Cole, assim revisitado, é demais para um nostálgico da música dos 50s/60s.

Obrigado, companheiro.

Um grande e duplo abraço.

Agulheta disse...

Marius!
Só posso dizer lindo amigo o texto.Andorinhas todos nós vimos em cada despertar da primavera,e todos nós enquanto pequenos adoramos elas e vê-las nos beirais,esta voz magnifica e que sempre adorei ouvir e troutear as músicas.
Abraço e fica bem,agora já adicionei este blog,tinha perdido o linck.

Lisa

Armindo Ferreira disse...

Sim esta andorinha ainda é do meu tempo.Vi e ouvi muitas andorinhas quando era miudo e morava numa terra muito perto do Porto só que essas não fugiamn da gaiola porque eram livres como os passarinhos.
Um abraço

Anabela disse...

:)