A internet é uma boa forma de passar o tempo mas não é a única forma de passar a vida

4.7.06

Do Alto da Falésia!...





 Podia pegar no tema que escrevi no ano passado e transcrevê-lo para aqui. Os momentos passados, vividos, sentidos têm todos os anos pontos comuns. Mas enquanto no ano passado voltaria para a Ilha,este ano voltaria para o algar ali na praia da Marinha (Carvoeiro) e, do alto da falésia, voltaria a desfrutar a imensidão do mar azul, as gaivotas que tão de perto passavam, o barquinho fundeado.

 Sentado, voltaria a sentir a brisa suave, o amor-próprio, o céu sereno, as vagas ondulantes, o murmúrio do canto das sereias. A meu lado um abismo, o algar de Leixões da Gaivota.

 Recordei os amigos da net que conheci pessoalmente, (Mário Lima-Amile o Luís Monteiro-Bufagato),o Marão que subi, as terras que visitei, as ruí­nas romanas que pisei, as pontes que atravessei, as grutas de Ibn Ammar que não encontrei. A estrada sinuosa do Pico da Fóia, a paisagem que lá do alto desfrutei.

 Os animais em vias de extinção que vi, como se de um safari se tratasse, as maravilhas em esculturas de areia, as ruí­nas dos conventos, dos castelos, do desprezo do homem para com a natureza, para com a cultura, para com a história.

 Sozinho, ali onde as minhas mãos "quase" tocavam o céu, senti-me pequenino mas também grande pois, nesse momento, comunguei com a Natureza e, no seu regaço me deitei, sonhando que num amanhã voltarei de novo... ao alto da falésia!


2006-07-04

Sem comentários: