A internet é uma boa forma de passar o tempo mas não é a única forma de passar a vida

19.5.05

Mário Sá-Carneiro - O Outro

 Mário sinto esse teu desejo de escapulires da vida. Que batalha travas dentro de ti. Essa ponte de tédio que te separa do outro está a desmoronar-se. Olhas e nada mais vez que um fim que te liberte das amarras do teu íntimo. Ser ele ou ser ela, ó que dor! Sentir a seda a escapulir pelo corpo ó que delírio! Mário porque não mais lutaste e deixaste o grifo alado tomar-te nos braços e desaparecer... para sempre?!... Para sempre não Mário pois agora, é que te compreendemos!...

... e a tua sombra Mário?!... seria o outro ou, simplesmente... tu!


msc.gif

O Outro na voz de Adriana Calcanhoto

7

Eu não sou eu nem sou o outro,
Sou qualquer coisa de intermédio:
Pilar da ponte de tédio
Que vai de mim para o Outro.

Lisboa, Fevereiro de 1914.

Sem comentários: